Desenvolvimento anuncia que a fila do Bolsa Família foi zerada pela sexta vez

O Ministério do Desenvolvimento Social revelou mais uma vez que a fila de espera de famílias que solicitaram a adesão ao Bolsa Família foi zerada no mês de novembro. Segundo o ministério, atualmente a lista de beneficiários do programa chegou a um total de 123,6 milhões de famílias. Os benefícios já somam mais de R$ 2,4 bilhões que deverão ser distribuídos aos participantes do programa.

A fila de espera das famílias que aguardavam para entrar no programa foi zerada pela sexta vez neste ano. O programa passou a beneficiar outras 377 mil famílias que aguardavam na lista de espera. Os benefícios para o mês de novembro começaram a ser entregues desde o dia 17 de novembro, onde o valor das parcelas para o início do pagamento foi cerca de R$ 179,89.

O ministério informou que a lista foi zerada novamente por causa dos esforços realizados pelo Governo do Brasil. Neste ano, o governo federal reforçou diversas ferramentas já existentes de fiscalização para que os benefícios atendesse exclusivamente às famílias que necessitam. O governo explicou que isso só foi possível por causa das informações cruzadas junto ao Cadastro Único, que garante as informações fornecidas por diversos programas sociais do governo federal.

O primeiro registro de que a fila tinha sido zerada neste ano ocorreu no mês de janeiro. Este registro também entrou para a história como o primeiro desde a criação do programa. Ao decorrer do ano, a fila foi zerada outras cinco vezes, sendo elas no mês de fevereiro, de agosto, de setembro, de outubro e agora em novembro.

A intenção do governo federal é de que a fila permaneça zerada e que todas as famílias que realmente necessitem do programa recebam o benefício até poderem se reerguer sem a ajuda do benefício. O governo ainda disse que os recursos que serão economizados com famílias que recebiam o benefício sem a necessidade será destinado a uma parcela da população que vive atualmente em uma situação de vulnerabilidade.

Neste ano, o governo investigou diversos beneficiários de outros programas sociais do país e realizou cortes de benefícios que eram concedidos a pessoas que não precisavam dos benefícios. A intenção do governo é economizar com despesas e conceder esses valores para pessoas que precisam.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *